METROPOLE

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Brasil

Registros de acidentes caem nas rodovias federais, mas número de mortes aumenta

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou hoje (1º) o balanço anual com o levantamento realizado pela entidade.

Registros de acidentes caem nas rodovias federais, mas número de mortes aumenta

Foto: Divulgação/ PRF

Por: Stephanie Suerdieck no dia 01 de fevereiro de 2021 às 20:01

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou hoje (1º) o balanço anual com o levantamento realizado pela entidade. Os dados apontam que o número de acidentes de trânsito registrados em rodovias federais em 2020 foi menor que em 2019, mas o de mortes manteve-se estável. Ou seja, houve um aumento na letalidade nas ocorrências registradas.

Segundo o documento, chamado de Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários, no ano passado foram registrados 63.447 acidentes em estradas federais, número 5,9% inferior ao registrado em 2019 (67.427), e mantém a tendência de queda iniciada em 2014. Já o total de mortes, de acordo com a CNT, ficou praticamente inalterado, com redução de apenas 0,8%. Os óbitos baixaram de 5.332 em 2019 para 5.287 em 2020. O número total de mortes representa uma média de 14 pessoas mortas por dia nas rodovias federais.

Ainda segundo o levantamento, a rodovia que teve o maior número de acidentes no ano passado foi a BR-101, que liga o Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. A mais letal e segunda em número de acidentes foi a BR-116, que liga o Ceará ao Rio Grande do Sul. 

TV METRO

Entrevistas

Rodrigo Maia

Em 10 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Registros de acidentes caem nas rodovias federais, mas número de mortes aumenta - Metro 1