Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Polícia prende padrasto e mãe de Henry Borel, suspeitos de assassinato e omissão

Vereador Dr. Jairinho agredia seu enteado, enquanto Monique Medeiros tinha conhecimento da violência com filho pelo menos desde fevereiro

[Polícia prende padrasto e mãe de Henry Borel, suspeitos de assassinato e omissão]
Foto : Reprodução

Por Adele Robichez no dia 08 de Abril de 2021 ⋅ 07:20

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu ontem (8), temporariamente, por 30 dias, o padrasto e a mãe de Henry Borel, o menino que foi assassinado no dia 8 de março, segundo uma investigação da 16ª DP, na Barra da Tijuca.

De acordo com apurações da polícia, o vereador carioca Dr. Jairinho agredia o seu enteado, enquanto Monique Medeiros tinha conhecimento da violência com o filho pelo menos desde fevereiro. Há também a suspeita de que o casal tentou atrapalhar as investigações, com ameaças a testemunhas.

Os mandados foram expedidos ontem (7) pelo 2º Tribunal do Júri da Capital. A defesa ainda não se manifestou sobre a detenção.

Notícias relacionadas