Domingo, 03 de julho de 2022

Brasil

Justiça suspende abate de jumentos no Brasil para exportação à China

Mercado movimenta bilhões de dólares no país asiático, embora seja acusado de exterminar a espécie em diversos locais

Justiça suspende abate de jumentos no Brasil para exportação à China

Foto: Felix Lima

Por: Metro1 no dia 05 de fevereiro de 2022 às 09:36

O abate de jumentos no Brasil para exportação à China foi suspenso pela Justiça Federal. A medida foi tomada por 10 dos 13 desembargadores da Corte Especial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, na noite da quinta-feira (3). As informações são da BBC Brasil.

O Brasil passou a exportar, em 2016, o couro do animal para a produção de um remédio conhecido como ejiao, bastante popular na China. Não há comprovação científica de que ele funcione, mas, no país asiático, o ejiao é utilizado com a promessa de cura para uma série de doenças.

Para fabricar o produto, os animais são recolhidos da caatinga e de zonas rurais do Nordeste em grande volume, sem que exista uma cadeia de produção que renove o rebanho, como ocorre com o gado. Os jumentos são abatidos em velocidade maior do que a capacidade de reprodução, o que jogou luz sobre a população de jegues ser eliminada nos próximos anos no Nordeste.


 

Justiça suspende abate de jumentos no Brasil para exportação à China - Metro 1