Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Brasil

Defensorias afirmam que Ministério da Saúde está dificultando participação em audiência sobre aborto

Audiência foi convocada pelo médico anti-aborto e secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara

Defensorias afirmam que Ministério da Saúde está dificultando participação em audiência sobre aborto

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 22 de junho de 2022 às 15:16

A Defensoria Pública da Bahia e de outros 12 estados, além da Defensoria Regional de Direitos Humanos em São Paulo, enviaram ofícios ao Ministério da Saúde questionando as dificuldades impostas pela pasta para a participação de uma audiência pública que discutirá o tema. A informação é da coluna da Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

A audiência, prevista para o próximo dia 28, foi convocada pelo médico anti-aborto e secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara, em meio às repercussões do caso de uma menina de 11 anos que teve o acesso ao aborto legal negado após ser vítima de estupro.

As Defensorias questionam o fato de a reunião ser marcada a apenas seis dias de sua realização e vedar a participação remota, exigindo que entidades e cidadãos interessados no tema se desloquem até Brasília.

Defensorias afirmam que Ministério da Saúde está dificultando participação em audiência sobre aborto - Metro 1