Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 12 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Brasil

/

STF determina que Cláudio Castro preste esclarecimentos sobre ações policiais na Maré

Brasil

STF determina que Cláudio Castro preste esclarecimentos sobre ações policiais na Maré

Fachin analisa um pedido do PSOL e da Defensoria Pública do RJ por protocolos para próximas investidas na comunidade

STF determina que Cláudio Castro preste esclarecimentos sobre ações policiais na Maré

Foto: Reprodução/PMERJ

Por: Metro1 no dia 12 de junho de 2024 às 11:54

Atualizado: no dia 12 de junho de 2024 às 12:06

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou na terça-feira (11) que o governador Cláudio Castro (PL) preste informações sobre a operação policial no Complexo da Maré e em outros bairros da zona norte da cidade que deixou ao menos dois civis e um policial mortos.

Nesta quarta-feira (12), o complexo de favelas é alvo de operações pelo 2º dia seguido. Na terça, um cerco do Bope deixou 3 mortos e terminou com 24 presos. Em represália, o tráfico fechou a Avenida Brasil e as linhas Vermelha e Amarela. “Intime-se mediante ofício, com urgência, a ser remetido pelo meio mais célere possível, o excelentíssimo governador do Estado do Rio de Janeiro, para que tome ciência da petição protocolada neste tribunal e informe de pronto, nos autos, as providências tomadas”, escreveu Fachin.

O PSOL e a Defensoria Pública do Rio pediram ao STF que fosse determinado ao governo do estado que, se houver uma operação policial nos próximos dias no Complexo da Maré, que "sejam observadas todas as cautelas legais" já apontadas pela corte em decisão sobre os limites de uso de força letal pela polícia e que eventual ação seja gravada por câmeras corporais.

Também pediu que comuniquem se, na operação de terça, o Ministério Público foi previamente comunicado, se houve a disponibilização de ambulâncias para mitigar possíveis danos, se todos os policiais envolvidos na operação usavam câmeras em seus uniformes e se o uso de armas e munições está adequado com normas que tratam sobre o tema.