Brasil

Hackers invadem site do Boa Esporte em repúdio à contratação do goleiro Bruno

Além de perder três patrocinadores após o anúncio da contratação do goleiro Bruno Fernandes, o Boa Esporte tem recebido a desaprovação também por parte da torcida e até de hackers. O clube ainda conta com oito parcerias, incluindo a prefeitura de Varginha (MG), município onde fica a sede do clube. [Leia mais...]

[Hackers invadem site do Boa Esporte em repúdio à contratação do goleiro Bruno]
Foto : Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 13 de Março de 2017 ⋅ 15:15

Além de perder três patrocinadores após o anúncio da contratação do goleiro Bruno Fernandes, o Boa Esporte tem recebido a desaprovação também por parte da torcida e até de hackers. O clube ainda conta com oito parcerias, incluindo a prefeitura de Varginha (MG), município onde fica a sede do clube.

De acordo com a Agência Brasil, hackers invadiram a página virtual do clube e postaram uma mensagem sobre um fundo preto, justificando o ato como uma demonstração de repúdio ao Boa Esporte e aos patrocinadores por apoiarem diretamente o feminicídio. Na postagem, foram apresentados também alguns dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a violência contra a mulher. "Em 2015, o Mapa da Violência revelou que, de 2003 a 2013, o número de assassinatos de mulheres negras cresceu 54%, passando de 1.864 para 2.875", diz a mensagem.

Bruno foi condenado em primeira instância pelo homicídio de Eliza Samudio, com quem teve um relacionamento e um filho. Um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), lhe deu o direito de aguardar o julgamento dos recursos em liberdade. O goleiro deve se apresentar ao boa nesta segunda-feira (13) ou terça (14).

Notícias relacionadas

[Greve dos petroleiros entra na terceira semana]
Brasil

Greve dos petroleiros entra na terceira semana

Por Luciana Freire no dia 17 de Fevereiro de 2020 ⋅ 15:20 em Brasil

Categoria reivindica a suspensão das demissões na Fábrica Fafen, e o estabelecimento de negociação com a Petrobras para cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho