Brasil

Carne Fraca: 63 pessoas são indiciadas após PF apontar provas para infrações

A Polícia Federal (PF) indiciou 63 pessoas que estão sendo investigadas através da Operação Carne Fraca após inquérito apontar provas e indícios suficientes de cometimento de infrações previstas no Código Penal. [Leia mais...]

[Carne Fraca: 63 pessoas são indiciadas após PF apontar provas para infrações]
Foto :Valter Campanato / Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 16 de Abril de 2017 ⋅ 17:15

A Polícia Federal (PF) indiciou 63 pessoas que estão sendo investigadas através da Operação Carne Fraca após inquérito apontar provas e indícios suficientes de cometimento de infrações previstas no Código Penal. O inquérito policial da superintendência da PF no Paraná foi entregue neste sábado (15) à Justiça Federal do estado.

Crimes como corrupção passiva, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substâncias ou produtos alimentícios, organização criminosa e peculato são alguns dos que os indiciados deverão responder.

Fiscais agropecuários federais, chefes de unidades de inspeção, donos e funcionários de frigoríficos estão entre os indiciados.

De acordo com o relatório, apenas os investigados que foram presos preventivamente foram indiciados. A apuração do caso poderá resultar no indiciamento de outros investigados que estão soltos.

Segundo a PF, os indícios recolhidos permitem concluir a existência de uma organização criminosa que atua dentro da estrutura do Ministério da Cultura, Pecuária e Abastecimento, no Paraná e em outros estados, principalmente em Goiás e Minas Gerais.

Notícias relacionadas