Brasil

45% dos brasileiros não têm acesso a serviço adequado de esgoto, diz pesquisa

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério das Cidades, por meio do Atlas Esgotos: Despoluição de Bacias Hidrográficas, 45% da população brasileira não tem acesso a serviço adequado de esgoto. [Leia mais...]

[45% dos brasileiros não têm acesso a serviço adequado de esgoto, diz pesquisa]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 25 de Setembro de 2017 ⋅ 16:23

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério das Cidades, por meio do Atlas Esgotos: Despoluição de Bacias Hidrográficas, 45% da população brasileira não tem acesso a serviço adequado de esgoto. Ainda segundo a pesquisa, 43% das pessoas são atendidas por sistema coletivo (rede coletora e estação de tratamento de esgotos); 12%, por fossa séptica (solução individual); 18% têm o esgoto coletado, porém, não tratado; e 27% sequer tem atendimento.

O estudo é para averiguar os serviços de esgotamento sanitário no país, focando na proteção dos recursos hídricos, no uso sustentável para diluição de efluentes e na análise de uma estratégia melhor para universalização dos serviços. É considerado como atendimento adequado de esgoto sanitário o uso de fossa séptica ou rede de coleta e tratamento de esgoto, conforme consta no Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab). Nesses critérios, apenas 55% dos brasileiros têm à disposição o serviço adequado. Conforme o Atlas Esgotos, para que seja universalizado o esgotamento sanitário na área urbana do Brasil seria necessário um investimento de R$ 150 bilhões. 

Notícias relacionadas