Brasil

Em São Paulo, Temer passa por procedimento para retirada de sonda urinária

O presidente Michel Temer foi submetido na manhã deste domingo (29) à retirada da sonda vesical (cateter para coleta de urina). De acordo com o boletim médico divulgado no início da tarde pelo Hospital Sírio-Libanês, que fica na região central da capital paulista, o peemedebista tem quadro estável. [Leia mais...]

[Em São Paulo, Temer passa por procedimento para retirada de sonda urinária]
Foto : Alan Santos/PR

Por Laura Lorenzo no dia 29 de Outubro de 2017 ⋅ 13:28

O presidente Michel Temer foi submetido na manhã deste domingo (29) à retirada da sonda vesical (cateter para coleta de urina). De acordo com o boletim médico divulgado no início da tarde pelo Hospital Sírio-Libanês, que fica na região central da capital paulista, o peemedebista tem quadro estável. A previsão para que ele receba alta continua nesta segunda-feira (30), e ele deve permanecer em repouso em São Paulo durante a terça-feira (31), só voltando ao trabalho na quarta-feira (1).

Temer foi submetido na noite da última sexta-feira (27) a uma cirurgia devido a um crescimento da próstata. Em entrevista concedida no último sábado (28), o urologista Miguel Srougi, responsável pelo procedimento, explicou que a intervenção de urgência foi necessária por causa da obstrução da uretra. “Ele estava em retenção urinária, com sonda em sua bexiga, bastante desconfortável, e essa sonda precisava ser removida, a [causa] mais provável, no caso dele, é que a próstata tinha voltado a crescer”, detalhou o médico. Há sete anos, o presidente havia sido submetido a um procedimento para contornar o crescimento da próstata.

Notícias relacionadas