Brasil

Brasil cai 11 posições e fica em 90ª colocação em ranking de igualdade entre homens e mulheres

O Brasil caiu 11 posições em um ranking do Fórum Econômico Mundial que analisa a igualdade entre homens e mulheres em 144 países, passando para a colocação de número 90 em relação ao ano passado, quando atingiu o 79º lugar. [Leia mais...]

[Brasil cai 11 posições e fica em 90ª colocação em ranking de igualdade entre homens e mulheres]
Foto : Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

Por Luiza Leão no dia 02 de Novembro de 2017 ⋅ 17:40

O Brasil caiu 11 posições em um ranking do Fórum Econômico Mundial que analisa a igualdade entre homens e mulheres em 144 países, passando para a colocação de número 90 em relação ao ano passado, quando atingiu o 79º lugar. Em 2015, havia ficado na 85ª posição. Já na primeira edição do levantamento, em 2006, o Brasil estava em 67º.

De acordo com o relatório Global Gender Gap Report 2017, divulgado nesta quinta-feira (2), as mulheres brasileiras enfrentam discrepância considerada acentuada principalmente na representatividade política, o que empurra o índice do Brasil para baixo, apesar de igualdade de condições nos indicadores de saúde e educação serem de "modestas melhorias" em termos de paridade econômica. Isso significa que há poucas brasileiras atuando em ministérios e no Legislativo, e que os salários tendem a ser mais baixos.

Um outro aspecto que fez o país cair no ranking foi no subíndice "Empoderamento Político". Nele, o Brasil caiu da 86ª posição para 110ª. Dos 513 deputados federais, apenas 51 são mulheres, o que representa 10% do total. No Senado, elas representam 13 das 81 cadeiras, ou 16%. Essa representatividade fica ainda menor no governo do presidente Michel Temer porque apenas 2 dos 28 ministérios são ocupados por mulheres (7%).

Notícias relacionadas