Brasil

Para preservar reservatórios, governo vai manter usinas térmicas mais caras operando

O Ministério de Minas e Energia informou nesta sexta-feira (3) que vai manter as usinas térmicas mais caras em funcionamento neste mês, mesmo após o custo da geração de energia no país ter sofrido “acentuada redução” devido ao início do período chuvoso. [Leia mais...]

[Para preservar reservatórios, governo vai manter usinas térmicas mais caras operando]
Foto : Arquivo/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 03 de Novembro de 2017 ⋅ 16:41

O Ministério de Minas e Energia informou nesta sexta-feira (3) que vai manter as usinas térmicas mais caras em funcionamento neste mês, mesmo após o custo da geração de energia no país ter sofrido “acentuada redução” devido ao início do período chuvoso. O intuito da decisão é preservar a água nas barragens das hidrelétricas.

De acordo com o ministério, a volta das chuvas não refletiu em aumento nos níveis dos reservatórios das usinas, que operam com os menores índices dos últimos anos. A manutenção de mais térmicas em funcionamento encarece as contas de luz no país e o custo para gerar eletricidade sobe conforme aumenta a necessidade de despachar com o parque térmico.

A maior parte do custo extra é cobrado através das bandeiras tarifárias. Na última semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aumentou a taxa extra cobrada na bandeira vermelha 2 de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kilowatt-hora consumidos.

Notícias relacionadas