Brasil

PSOL vai representar contra desembargadora que ligou Marielle a facção

O PSOL vai ingressar com uma representação contra a desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Marília Castro Neves, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A magistrada acusou Marielle Franco de ser “engajada com bandidos”. [Leia mais...]

[PSOL vai representar contra desembargadora que ligou Marielle a facção]
Foto : Mário Vasconcellos/CMRJ

Por Marina Hortélio no dia 17 de Março de 2018 ⋅ 17:32

O PSOL vai ingressar com uma representação contra a desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Marília Castro Neves, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), após a magistrada ter acusado Marielle Franco de ser “engajada com bandidos”. Segundo uma nota publicada no site do PSOL, a representação já está sendo preparada e deve ser protocolada no início da próxima semana.

Ainda segundo a nota, a desembargadora segue uma narrativa que tenta desconstruir a imagem de Marielle e da luta pelos direitos humanos. O partido também aponta que a ação foi irresponsável.

Um caso parecido aconteceu com o deputado federal Alberto Braga (DEM/DF). O parlamentar compartilhou uma noitícia falsa qe afirma que Marielle havia sido casada com Marcinho VP, conhecido traficante carioca, com quem teria tido um filho aos 16 anos. A sigla estuda as medidas cabíveis a serem tomadas neste caso.

Notícias relacionadas