Brasil

Mais de 300 eleitores vão usar nome social para votar na Bahia

É a primeira vez que transexuais e travestis vão poder ser identificados nas urnas da forma em que são socialmente reconhecidos

[Mais de 300 eleitores vão usar nome social para votar na Bahia]
Foto : Nelson Jr./Ascom/TSE

Por Marina Hortélio no dia 17 de Setembro de 2018 ⋅ 20:30

O nome social vai ser usado por 318 eleitores baianos, que são transexuais e travestis, nas eleições de 2018. Das pessoas que solicitaram a  inclusão do nome, 122 são de Salvador, o que corresponde a 38% deste total.

É a primeira vez que transexuais e travestis vão poder ser identificados nas urnas da forma em que são socialmente reconhecidos. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a mudança da designação também vai ser feita no caderno de votação das Eleições 2018 e no Cadastro Eleitoral.

O TSE decidiu em março deste ano reconhecer a autoidentificação, o que fez com que o título de eleitor pudesse ser emitido com o nome social. Quem perdeu o prazo para realizar o procedimento, pode solicitar a inclusão após o pleito de outubro na sede do TRE-BA (Tribunal Regional Eleitoral da Bahia).

Notícias relacionadas