Brasil

Administradora de grupo contra Bolsonaro no Facebook é agredida no Rio

Desde que foi criado, o grupo foi hackeado e derrubado diversas vezes por homens que se identificaram como partidários do capitão reformado

[Administradora de grupo contra Bolsonaro no Facebook é agredida no Rio]
Foto : Rovena Rosa / Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 25 de Setembro de 2018 ⋅ 17:20

A polícia apura a agressão a uma das administradoras do grupo de Facebook "Mulheres Unidas Contra Bolsonaro", que diz ter sido interpelada de forma violenta na noite de ontem (24) por dois homens não identificados, quando chegava em casa, na Ilha do Governador, na zona norte do Rio.

Desde que foi criado, há cerca de um mês, o grupo foi hackeado e derrubado diversas vezes por homens que se identificaram como partidários do presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro.

A vítima, identificada como Maria, por razões de segurança, conta que dois homens a esperavam na porta de casa. Um deles a socou o olho e o segundo deu uma coronhada na cabeça dela. 

O celular da vítima ainda foi roubado no ataque. Os agressores fugiram em um táxi, que os esperava a cerca de um quarteirão de distância.

A administradora do grupo foi atendida no Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador. O registro de ocorrência foi feito na 37 ª Delegacia de Polícia.

Notícias relacionadas