METROPOLE

Terça-feira, 18 de maio de 2021

Brasil

Diretor do Museu Nacional cobra celeridade em obras emergenciais

Cientistas não podem entrar no edifício enquanto o trabalho de escoramento das paredes do palácio não é finalizado

Diretor do Museu Nacional cobra celeridade em obras emergenciais

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Por: Marina Hortélio no dia 02 de outubro de 2018 às 18:20

As obras emergenciais no Museu Nacional foram iniciadas no dia 21 de setembro após a liberação de quase R$ 9 milhões do Ministério da Educação, mas ainda falta segurança para que os cientistas possam trabalhar no local.

O diretor do complexo, Alexandre Kelnner, cobra rapidez na reestruturação do prédio. Ele afirma que "toda vez que chove, o museu perde um pouquinho".

Os profissionais não podem entrar no edifício enquanto o trabalho de escoramento das paredes do palácio não é finalizado. As obras emergenciais devem terminar em seis meses, mas os especialistas acreditam que, antes disso, já deve ser possível entrar no local para retirar algumas peças.

O diretor do museu afirmou ter ficado contente com o auxílio do MEC nas obras, mas cobrou das autoridades urgência no envio de mais ajuda financeira.

TV METRO

Entrevistas

Zé Cocá

Em 18 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Diretor do Museu Nacional cobra celeridade em obras emergenciais - Metro 1