Brasil

OEA aponta que o Brasil vive retrocesso nos direitos humanos

Um relatório final sobre a situação do país vai ser publicado nos próximos meses

[OEA aponta que o Brasil vive retrocesso nos direitos humanos]
Foto : Francisco Proner/FARPA/CIDH

Por Marina Hortélio no dia 12 de Novembro de 2018 ⋅ 16:20

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos concluiu, após uma semana de visitas no país, que o Brasil vive um quadro de redução de direitos. 

Em entrevista coletiva concedida hoje (12) no Rio de Janeiro, a comissão divulgou um relatório preliminar com recomendações sobre a situação dos direitos humanos no Brasil.

O grupo apontou para as violações a indígenas, quilombolas, moradores de rua, trabalhadores rurais, presos e moradores de favelas e periferias, além de imigrantes, transexuais, defensores dos direitos humanos e à imprensa.

Um dos pontos mais criticados pela Comissão foi a violência por agentes de segurança e o "padrão de impunidade sistemática em tais casos", além do número mortes de policiais.

A delegação ainda ressaltou os ataques recentes à imprensa no período eleitoral e condenou o "ambiente de discursos de intolerância e ódio contra minorias que se criou". A comissão também criticou a criminalização de movimentos sociais através de lei antiterrorismo.

Um relatório final sobre a situação do país vai ser publicado nos próximos meses.

Notícias relacionadas