Brasil

Ex-ministro revela preocupação com futuro da diplomacia no governo Bolsonaro

Ele ainda comentou que a participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial foi de grande importância nos bastidores

[Ex-ministro revela preocupação com futuro da diplomacia no governo Bolsonaro]
Foto : Roque Sá/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 19 de Novembro de 2018 ⋅ 13:20

Ex-ministro da Fazenda no governo de Itamar Franco, o diplomata Rubens Ricupero falou da celebração do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial, que reuniu líderes mundiais em Paris, neste mês. Em entrevista à Rádio Metrópole na manhã de hoje (19), no Jornal da Bahia no Ar, ele comentou que a participação do Brasil no conflito foi de grande importância nos bastidores.

"Em troca de um custo estratégico-militar muito pequeno, o Brasil não chegou a ficar propriamente a participar dos combates, nós tivemos um retorno diplomático e político muito grande. Foi o momento em que o Brasil apareceu como um país em destaque em um grande evento mundial fora do continente americano. Isso mostra bem como nossa vontade de participação e a diplomacia dinâmica que tínhamos e infelizmente hoje está ameaçada. Isso ganhou ao Brasil um prestígio extraordinário. Mandamos uma frota naval, mas ela não entrou em combate", disse Ricupero.

Questionado sobre o futuro da diplomacia no governo de Jair Bolsonaro, o ex-ministro demonstrou preocupação. Para Ricupero, as recentes declarações do presidente eleito e do indicado a chanceler, Ernesto Araújo, trazem um enorme dano à imagem do país no exterior. "É uma equipe que só tem a expectativa do poder, que ainda não tem esse poder. No entanto, já causou um dano considerável nas relações do Brasil, porque os países estrangeiros estão com um pé atrás", declarou o diplomata, que citou um recente fala do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Em entrevista a jornalistas, ele declarou que os noruegueses tinham muito o que aprender com os brasileiros sobre a legislação ambiental.

"A Noruega é o primeiro país do mundo que lançou uma lei que proíbe qualquer tipo de desmatamento. O conhecimento não é o forte dessa equipe. O embaixador da Noruega deu uma lição de elegância, convidou ele a tomar café e diria a ele que a Noruega tem muita honra de ter aprendido tanto no Brasil", disse Ricupero. 

Notícias relacionadas