Brasil

Partido Comunista da China convida partido de Bolsonaro a visitar Pequim

Correligionários do presidente eleito consideram a iniciativa como uma questão de "diplomacia entre dois partidos"

[Partido Comunista da China convida partido de Bolsonaro a visitar Pequim]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Novembro de 2018 ⋅ 11:20

O Partido Comunista de Pequim fez um convite a dez membros do PSL, partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, para uma visita à China, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. O gesto foi interpretado pela diplomacia nacional como uma tentativa de aproximação do novo governo por parte dos chineses.

Embora Bolsonaro e seus filhos tenham feito críticas à China e ao comunismo durante a campanha, os correligionários do presidente eleito não descartam a possibilidade de fazer a visita.

Segundo o presidente do partido, o deputado pernambucano Luciano Bivar, ainda não há decisão sobre o convite. Ele classificou a iniciativa como "muito bem-vinda", mas deverá discutir datas junto à embaixada. Para ele, a aceitação do convite é uma questão de "diplomacia entre dois partidos".

Notícias relacionadas