Brasil

Mourão diz troca no MEC é 'crônica de uma morte anunciada'

Vice-presidente fez referência a um livro do escritor colombiano Gabriel García Marquez

[Mourão diz troca no MEC é 'crônica de uma morte anunciada' ]
Foto : Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 08 de Abril de 2019 ⋅ 19:00

O vice-presidente Hamiton Mourão disse hoje (8) que a demissão de Ricardo Vélez do cargo de ministro da Educação é a "crônica de uma morte anunciada", em uma referência a um livro do escritor colombiano Gabriel García Marquez.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje pela manhã no Twitter que iria trocar o comando do Ministério da Educação. No lugar de Ricardo Vélez, entra Abraham Weintraub.

Mourão reafirmou que não quer ser um contraponto a Bolsonaro e que está "lado a lado com o presidente". "Obviamente nosso objetivo é um só: ao longo do nosso mandato estabelecer uma nova base dentro do país de modo que a economia se recupere, a segurança pública volte a níveis aceitáveis e que o país tenha uma nova rota para prosseguir na direção do desenvolvimento sustentável", concluiu.

Notícias relacionadas