Brasil

80 tiros: morre segunda vítima de disparos do Exército

Em nota, a direção do Hospital Estadual Carlos Chagas informa que o paciente Luciano Macedo foi a óbito às 4h20 desta madrugada.

[80 tiros: morre segunda vítima de disparos do Exército]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 18 de Abril de 2019 ⋅ 08:13

Atingido no episódio do disparo de 80 tiros no Rio de Janeiro, o catador de papel Luciano Macedo morreu hoje (18). De acordo com o Extra, ele estava internado em estado grave no Hospital Carlos Chagas e passou por uma cirurgia no tórax na tarde desta quarta-feira, por causa de complicações no pulmão. A informação foi confirmada pela Secretaria estadual de Saúde.

Em nota, a direção do Hospital Estadual Carlos Chagas informa que o paciente Luciano Macedo foi a óbito às 4h20 desta madrugada.

O homem foi atingido ao tentar ajudar a família de Evaldo Rosa, o músico morto pelos militares em ação no último dia 7, em Guadalupe, Zona Norte da cidade. Luciano deixa a mulher Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Notícias relacionadas