Brasil

Ministro da Educação diz ser favorável à entrada da polícia nas universidades

É esperada para amanhã (15), uma greve em protesto contra o contingenciamento de recursos do MEC

[Ministro da Educação diz ser favorável à entrada da polícia nas universidades ]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasi

Por Kamille Martinho no dia 14 de Maio de 2019 ⋅ 18:40

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou na manhã de hoje (14), durante café da manhã com jornalistas, ser favorável à entrada da polícia nas universidades. "Autonomia universitária não é soberania", disse. 

Ele argumentou que, no passado, a regra pode ter feito sentido, mas atualmente é dispensável. A relação entre o ministro e universidades federais se deteriorou nos últimos dias, depois do anúncio do contingenciamento de recursos para o setor e das críticas feitas ao desempenho de cursos de humanas.

É esperada para amanhã (15), uma greve em protesto contra o contingenciamento de recursos do MEC, uma medida que atingiu sobretudo as universidades federais. Hoje, o prédio do MEC amanheceu cercado por homens da Força Nacional. "Temos de estar preparados para evitar qualquer tipo de problema", afirmou o secretário executivo da pasta, Antoni Paulo Vogel.

Notícias relacionadas