Quarta-feira, 16 de junho de 2021

Brasil

Desigualdade de renda sobe pelo 17º trimestre seguido e atinge recorde

Índice atingiu o maior patamar em pelo menos sete anos, segundo a Fundação Getúlio Vargas

Desigualdade de renda sobe pelo 17º trimestre seguido e atinge recorde

Foto: Agência Brasil

Por: Juliana Rodrigues no dia 20 de maio de 2019 às 09:40

A desigualdade da renda dos trabalhadores continuou crescendo nos primeiros meses de 2019 e atingiu seu maior nível em pelo menos sete anos, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) divulgado hoje (20) pelo jornal Valor Econômico.

O índice de Gini do rendimento domiciliar per capita do trabalho, que mede a desigualdade em uma escala de zero a um, sendo zero a igualdade perfeita, subiu de 0,625 no quarto trimestre do ano passado para 0,627 no primeiro trimestre deste ano. Foi o décimo sétimo aumento trimestral seguido do indicador.

Os cálculos se baseiam nos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do IBGE, divulgada na semana passada.

Desigualdade de renda sobe pelo 17º trimestre seguido e atinge recorde - Metro 1