Brasil

Avianca corre risco de perder todas as autorizações de voo

Autoridades ouvidas pelo Estadão apontam que a companhia não demonstra interesse em voltar a operar

[Avianca corre risco de perder todas as autorizações de voo]
Foto : Divulgação

Por Juliana Rodrigues no dia 31 de Maio de 2019 ⋅ 07:40

Uma semana após a suspensão cautelar das atividades da Avianca Brasil, imposta pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), autoridades dizem não perceber qualquer reação da companhia em tentar reverter a situação.

Segundo a Coluna do Broadcast do Estadão, a empresa deveria entregar documentos que comprovem capacidade para voltar a operar. No entanto, as regras da Anac preveem que a companhia perde o direito dos horários de pouso e decolagem, os slots, caso não opere com regularidade. Em Congonhas, é necessário cumprir 90% dos voos, o que significa que as autorizações serão perdidas caso não haja operação por quatro semanas. Hoje (31) a empresa completa os sete primeiros dias sem operar no terminal.

Já em Guarulhos, onde a Avianca deixou de voar em 28 de abril, as autorizações poderão ser perdidas caso as operações não sejam retomadas em cerca de dez dias. Nesse caso, os horários voltam para o chamado “banco de slots” e poderão ser redistribuídos.

Procurada, a Avianca diz que a empresa segue "totalmente focada em dar continuidade ao plano de recuperação judicial".

Notícias relacionadas