Brasil

Caminhoneiros cogitam paralisação após mudanças no frete

A resolução foi aprovada após estudo técnico e processo de consulta pública e entra em vigor neste sábado (20)

[Caminhoneiros cogitam paralisação após mudanças no frete]
Foto : Pixabay

Por Kamille Martinho no dia 19 de Julho de 2019 ⋅ 18:40

Representantes dos caminhoneiros criticaram a nova resolução sobre a política de pisos mínimos do frete rodoviário e ameaçam uma nova paralisação. As informações são do Estadão.

A resolução, publicada ontem (18), pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que estabelece regras gerais, metodologia e coeficientes dos pisos mínimos referentes ao quilômetro rodado na realização do serviço de transporte rodoviário de cargas, foi aprovada após estudo técnico, realizado pela Esalq-Log e processo de consulta pública e entra em vigor neste sábado (20).

Um dos representantes dos caminhoneiros que falavam em paralisação da categoria em abril, Wanderlei Alves, se mostrou descontente com a nova resolução. Em vídeo publicado no Youtube e distribuído via redes sociais, ele apontou "frustração" com a nova tabela. Segundo ele, após reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, caminhoneiros decidiram que até o dia 20 deste mês não iriam se manifestar.

"A questão de aceitar uma tabela não mudou. Para o nosso setor, manteremos a posição de que ela não deve existir. Aguardamos o pronunciamento do Supremo Tribunal Federal (STF) quanto à constitucionalidade da medida", disse o assistente executivo da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Lucas Brito.

Notícias relacionadas