Brasil

Em Aparecida, arcebispo diz que 'direita é violenta e injusta'

Dom Orlando Brandes criticou também criticou a corrupção e pediu que crianças não morram mais vítimas de bala perdida

[Em Aparecida, arcebispo diz que 'direita é violenta e injusta']
Foto : Reprodução

Por Adelia Felix no dia 12 de Outubro de 2019 ⋅ 13:33

O sermão do arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, criticou o "dragão do tradicionalismo" e disse que a "direita é violenta e injusta", neste sábado (12), durante a missa solene no Santuário Nacional, maior templo católico do país, localizado no município de Aparecida, no interior do estado de São Paulo.

Ele também criticou as desigualdades sociais, que têm, entre outras origens, a corrupção e o desemprego. O religioso ainda criticou a corrupção, defendeu a preservação da natureza e pediu para que crianças não morram mais vítimas de bala perdida.

Sobre a preservação da Amazônia , reforçou a defesa da Igreja à vida. "Bendito seja o Sínodo da Amazônia , que está pensando na vida daquelas árvores, daqueles rios, daqueles pássaros, mas principalmente daquelas populações. Muitos de nossos parentes estão lá", disse o religioso.

Após a missa, o religioso foi questionado pelo G1 sobre o trecho em que cita a direita. Ele afirmou que a referência foi a ideologia, não a governos. “Todo mundo sabe o que é direita, nós temos muitas pessoas que não aceitam o Vaticano, o Papa, por visão tradicionalista. Ás vezes com nome diferentes, com nomes antigos. São grupos muito antigos, sempre houve na Igreja a ideologia da esquerda e a ideologia da direita, e nós não podemos ser ideológicos, precisamos ser pessoas da verdade. A ideologia sempre procura os próprios interesses. Já a verdade é uma pessoa: Jesus Cristo, e o seu evangelho”, explicou.

 

Notícias relacionadas