Brasil

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta segunda-feira

Na Bahia, 108 atividades estão previstas para ocorrer em 10 cidades e sete instituições de ensino

[Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta segunda-feira]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Danielle Campos no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 15:30

Começa nesta segunda-feira (21) a 16ª Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT), que irá realizar eventos em todo o Brasil, para promover e dar visibilidade às inovações e descobertas realizadas por instituições nacionais de pesquisa. O objetivo do evento é popularizar o conhecimento acadêmico e as atividades científico-tecnológicas entre os cidadãos, especialmente os jovens.

A SNCT é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com secretarias da área nos estados e municípios. O evento também trabalha em conjunto com universidades, escolas e instituições de ensino e pesquisa, museus, fundações de amparo à pesquisa, parques ambientais, jardins botânicos e zoológicos, e outras entidades que tratem do tema.

O tema deste ano é "Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável". De acordo com MCTIC, o tema foi escolhido pela atual relevância da pasta e para promover projetos voltados a estimular o desenvolvimento sustentável em diversos campos, como biotecnologia industrial, saúde, agronomia, entre outros.

Até o final da Semana da Ciência e Tecnologia, no domingo (27), deverão ocorrer mais de 5,2 mil atividades promovidas por 172 instituições ligadas ao governo federal e aos estaduais e municipais. No total, 278 municípios, em 23 estados e no Distrito Federal estão envolvidos no evento. Na Bahia, 108 atividades estão previstas para ocorrer em 10 cidades e sete instituições de ensino.
 

Notícias relacionadas

[Fim do DPVAT diminui fonte de receita do SUS]
Brasil

Fim do DPVAT diminui fonte de receita do SUS

Por Juliana Almirante no dia 13 de Novembro de 2019 ⋅ 13:20 em Brasil

Em 2018, entre os R$ 4,6 bilhões arrecadados, R$ 2,1 bilhões foram destinados ao Fundo Nacional da Saúde