Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Pesquisadores do Rio encontram grande mancha de óleo no mar perto da costa na Bahia

Descoberta foi feita por meio da imagem de radar, gerada por um satélite da Agência Espacial Europeia

[Pesquisadores do Rio encontram grande mancha de óleo no mar perto da costa na Bahia]
Foto : Divulgação

Por Juliana Almirante no dia 30 de Outubro de 2019 ⋅ 08:33

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) localizou uma mancha de óleo de 200 km² perto do sul da Bahia, de acordo com o jornal O Globo. 

A descoberta foi feita por meio da imagem de radar, gerada por um satélite da Agência Espacial Europeia, emitida às 11h da segunda-feira (28). É a primeira vez o que o óleo é observado na superfície do mar e não nas praias. 

"O radar é muito sensível a ver rugosidade e lisura. O óleo é muito liso em comparação com a água do mar, que tem ondulações. Onde tem óleo, a água fica muito lisa. Esta é uma técnica consagrada para verificar se existe mancha de óleo", argumenta explica José Carlos Seoane, professor do departamento de geologia da UFRJ e especialista em sensoriamento.

Seoane afirma que os danos que podem ser causados por esta mancha são “gigantescos”.  Quando que a imagem do radar foi gerada, o óleo estava a 50 km de distância da costa. 

"Esta é sim uma ameaça a Abrolhos e ao continente. Estamos esperançosos que, neste curto tempo de aviso que demos, a mancha possa ser contida costa afora, pelos navios da Marinha ou de quem puder ajudar neste serviço", declarou. 

Conforme o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente dos Recursos Renováveis (Ibama), até ontem (29), 268 pontos foram atingidos pelo petróleo desde a primeira mancha identificada pelas autoridades brasileiras, em 30 de agosto. Entre eles, 153 ainda apresentam vestígios e 98 não voltaram a observar manchas de óleo. 

O material já chegou à fronteira Norte da região de Abrolhos, na Bahia. Pescadores têm utilizado redes para remover manchas, na tentativa de evitar que cheguem às praias.

Notícias relacionadas