Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Caixa vai reajustar preços das loterias; jogo da Mega vai para R$ 4,50

Reajuste poderá ser feito a partir de 1º de janeiro de 2020

[Caixa vai reajustar preços das loterias; jogo da Mega vai para R$ 4,50]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 31 de Outubro de 2019 ⋅ 12:20

O Ministério da Economia autorizou a Caixa Econômica Federal a reajustar os preços das apostas de jogos de loteria. A Portaria da Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria foi publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União (DOU). O ajuste nos preços poderá ser feito a partir de 1º de janeiro de 2020, em data a ser definida pela Caixa Econômica Federal, nas modalidades lotéricas que o banco administra.

Os porcentuais de aumento autorizados pela portaria variam de acordo com a aposta. No caso da Mega-Sena, o bilhete passará a custar R$ 4,50 (atualmente, custa R$ 3,50), um aumento autorizado de cerca de 28%. A aposta mínima da Quina passará dos atuais R$ 1,50 para R$ 2,00, alta de 25%. A Dupla-Sena subirá de R$ 2,00 para R$ 2,50, alta também de 25%. A aposta simples da Lotofácil passará de R$ 2,00 para R$ 2,50; a Lotomania terá aposta única de R$ 2,50.

As loterias esportivas também sofrerão reajuste: a aposta simples da Loteca passa a custar R$ 1,50 e a aposta múltipla mínima obrigatória, que compreende prognóstico duplo, R$ 3,00. A Lotogol terá aposta mínima de R$ 1,50. A aposta considerada de prognóstico específico, a Timemania terá aposta única de R$ 3,00.

A portaria também estabelece que o ajuste de preço deverá entrar em vigor em domingo, feriado nacional ou data em que não haja realização de sorteio. O novo valor só poderá ser cobrado após divulgação ostensiva para o público, com antecedência mínima de três dias úteis da data de início do reajuste.

Notícias relacionadas