Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Informalidade no trabalho volta a bater recorde, diz IBGE

Dados apontam que 11,8 milhões de pessoas estão sem carteira de trabalho assinada no setor privado, enquanto 24,4 milhões trabalham por conta própria

[Informalidade no trabalho volta a bater recorde, diz IBGE]
Foto : Arquivo/ Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 31 de Outubro de 2019 ⋅ 13:20

O número de trabalhadores que estão na informalidade teve crescimento recorde no trimestre encerrado em setembro, segundo informações divulgadas hoje (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados apontam que 11,8 milhões de pessoas estão sem carteira de trabalho assinada no setor privado, 338 mil a mais do que no trimestre encerrado em junho, o que representa um crescimento de 2,9%. Já os trabalhadores por conta própria são 24,4 milhões, alta de 1,2% (293 mil pessoas).

Na comparação com o mesmo período de 2018, também há aumento. A alta foi de 3,4% (384 mil) entre os trabalhadores sem carteira assinada, e 4,3% (1 milhão) com os que estão por conta própria.

Atualmente, o Brasil tem 38,8 milhões de trabalhadores informais, o que representa 41,4% do total. Devido à informalidade, a população ocupada registrou um recorde na série histórica que teve início em 2012: 93,8 milhões de pessoas. Desse total, 33,1 milhões têm carteira assinada.

Notícias relacionadas