Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Estudante baiano, preso há 20 anos por matar três pessoas em cinema, pode ser solto pelo TJ-BA

Medida tem como base dois exames médicos e psicológicos que atestariam que Meira não apresenta mudanças de comportamento, estando apto à “desinternação”

[Estudante baiano, preso há 20 anos por matar três pessoas em cinema, pode ser solto pelo TJ-BA]
Foto : Pixabay

Por Kamille Martinho no dia 04 de Novembro de 2019 ⋅ 18:40

O ex-estudante baiano Mateus da Costa Meira, preso há 20 anos por matar três pessoas e ferir outras quatro em uma sala de cinema, pode ser solto pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A medida tem como base o resultado de dois recentes exames médicos e psicológicos que teriam atestado que Meira não apresenta mudanças de comportamento, estando apto à “desinternação”, para conviver em sociedade.

No último dia 9, o promotor de Justiça Antônio Villas Boas Neto solicitou à Justiça que determine a realização de novos exames de verificação de cessação de culpabilidade.

Em 2009, cumprindo pena em Salvador, ele tentou matar um companheiro de cela a golpes de tesoura. Dois anos depois, por decisão da 1º Vara do Tribunal do Júri de Salvador, respaldada em laudo que apontou esquizofrenia, ele foi considerado inimputável, e transferido para um hospital psiquiátrico, onde permanece.

Notícias relacionadas