Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Desmatamento ilegal zero não deve acontecer, diz ministro do Meio Ambiente

Ricardo Salles defendeu, em entrevista à Folha e ao UOL, a adoção de meta para redução do desmatamento ilegal no Brasil

[Desmatamento ilegal zero não deve acontecer, diz ministro do Meio Ambiente]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 29 de Novembro de 2019 ⋅ 09:20

Após o país ter batido o recorde de destruição da floresta amazônica para esta década, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, defende a adoção de meta para redução do desmatamento ilegal no Brasil. No entanto, o titular da pasta avalia que não é possível fazer com que o desflorestamento chegue a zero, já que se trata de uma atividade ilegal. A declaração foi dada na terça (26), ao programa de entrevistas da Folha e do UOL.

“É necessário ter uma estratégia que perdure, que faça com que o desmatamento ilegal diminua ano a ano”, disse. Para o ministro, se em 2020 o país atingir um aumento anual do desmatamento inferior a 29,5%, como o constatado entre agosto de 2018 e julho de 2019, “será uma conquista”.

"Qualquer número abaixo do que foi neste ano terá sido uma conquista, uma vez que a tendência é de subida. É preciso ter uma boa estratégia para para reverter de uma hora para outra uma tendência de sete anos. Que reversão é essa? É de alguns percentuais para menos? Nós vamos ver. Quanto foi o aumento? 29%. Quer dizer que nós estamos felizes com os 29%? Não, nós queríamos que fosse bem menor", afirmou.

Notícias relacionadas