Brasil

Caso Adriano é 'muitíssimo mais grave' que o de menina Ágatha, diz advogado de Flávio Bolsonaro

Para Frederick Wassef, miliciano e ex-capitão do Bope era um cidadão inocente

[Caso Adriano é 'muitíssimo mais grave' que o de menina Ágatha, diz advogado de Flávio Bolsonaro]
Foto : Reprodução

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Fevereiro de 2020 ⋅ 07:40

O advogado de Jair Bolsonaro e Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, defende que a investigação sobre a morte do miliciano Adriano da Nóbrega seja federalizada e que o Ministério da Justiça seja acionado. Para ele, o ex-capitão do Bope era um cidadão inocente, cujo caso é "muitíssimo mais grave" do que o de Ágatha Félix, de 8 anos, morta por um tiro de um PM no Complexo do Alemão no ano passado.

"Um cidadão inocente que foi brutalmente torturado e posteriormente assassinado, com a conivência de, certamente, altas autoridades", disse Wassef à coluna Painel, da Folha. "A vida humana é preciosa e ninguém vale mais do que ninguém. Mas o que estou dizendo é que é absolutamente impossível e incomparável uma cena de perseguição policial em favela carioca e troca de tiro com uma situação de uma diligência com autorização e participação do governo da Bahia", completou.

Notícias relacionadas