Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Ativista Sara Winter é transferida da PF para penitenciária feminina de Brasília

Na manhã de hoje a militante foi denunciada pelo MPF por injúria e ameaça contra o ministro do STF Alexandre de Moraes

[Ativista Sara Winter é transferida da PF para penitenciária feminina de Brasília]
Foto : Reprodução / Instagram

Por Kamille Martinho no dia 17 de Junho de 2020 ⋅ 17:20

A ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, chefe do grupo "300 do Brasil", de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, foi transferida hoje (17) para a Penitenciária Feminina de Brasília. Desde segunda (15) ela estava detida na Polícia Federal, com prisão temporária, pela realização de atos antidemocráticos. 

De acordo com o G1, secretário de Administração Penitenciária do DF, Adval Cardoso, afirmou que Sara Giromini vai ficar isolada em uma cela.

Na manhã de hoje a militante foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por injúria e ameaça contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Caso seja condenada, deverá repará-lo em valor mínimo de R$ 10 mil por danos morais. 

Notícias relacionadas