Brasil

Justiça manda soltar homem preso por incendiar ônibus em frente ao Palácio do Planalto

Suspeito deve cumprir medidas cautelares, como proibição de sair do DF por mais de 30 dias

[Justiça manda soltar homem preso por incendiar ônibus em frente ao Palácio do Planalto]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Cristiele França no dia 27 de Junho de 2020 ⋅ 18:01

A Justiça do Distrito Federal determinou hoje (27), a soltura do homem, de 36 anos, preso em flagrante após suspeita de atear fogo em ônibus em frente ao Palácio do Planalto, na última quinta-feira (25). Em audiência de custódia, ele recebeu liberdade provisória e deve cumprir medidas cautelares.

O caso ocorreu em um veículo que fazia percurso entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Esplanada dos Ministérios. De acordo com a Polícia Militar, o homem jogou gasolina dentro do ônibus e depois ateou fogo. Em seguida, desceu e gritou 'Fora Bolsonaro!". Ninguém ficou ferido.

A decisão cita três medidas cautelares que devem ser obedecidas pelo suspeito:proibição de sair do Distrito Federal por mais de 30 dias, proibição de mudança de endereço sem comunicação à Justiça e comparecimento a todos os atos do processo.

 

Notícias relacionadas