Cidade

Assassinato no Carrefour mostra ‘sistema opressor e racista’, lamenta Marta Rodrigues

Segundo Marta, é preciso estar atento àqueles que só fazem discurso neste dia, porém na prática não está cotidianamente combatendo o racismo

[Assassinato no Carrefour mostra ‘sistema opressor e racista’, lamenta Marta Rodrigues]
Foto : Reprodução / Uol

Por Metro1 no dia 20 de Novembro de 2020 ⋅ 15:29

Vereadora do PT em Salvador e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Democracia da Casa, Marta Rodrigues lamentou o assassinato de João Alberto, cometido por seguranças do mercado Carrefour. “Um dia antes do Dia da Consciência Negra, João Alberto, homem negro, foi espancado e morto, numa rede de supermercados, uma coisa brutal, desumana, que mostra nosso  sistema e  estado opressor e racista que mata todo dia. João é como George Floyd, como Pedro morto no supermercado do Rio, como diversos nomes de crianças, jovens e adultos que morrem, são agredidos, violentados, vítimas do racismo estrutural. Algo escancarado diante de nossos olhos em nosso país”, disse. 

Segundo Marta, é preciso estar atento àqueles que só fazem discurso neste dia, porém na prática não está cotidianamente combatendo o racismo. “Precisamos estar do lado de pessoas comprometidas por meio de projetos, de leis, de defesa de políticas públicas, de ações afirmativas, ações sociais com a comunidade, priorizando sempre a consciência de igualdade racial e justiça social”, declarou. 

No âmbito político, Marta afirma que as eleições municipais mostraram que a luta antirracista chegou na centralidade do debate, no entanto, a sub-representação ainda permanece.

Notícias relacionadas