Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Nosso plano de imunização foi feito em cima de um número falho, diz Leo Prates

Segundo o secretário de saúde de Salvador, esse é o motivo para o cronograma de imunização da capital baiana sofrer alterações

[Nosso plano de imunização foi feito em cima de um número falho, diz Leo Prates]
Foto : Reprodução/Youtube

Por Kamille Martinho no dia 11 de Fevereiro de 2021 ⋅ 12:31

O secretário de saúde de Salvador, Leo Prates, explicou na manhã de hoje (11) o motivo para o cronograma de imunização da capital baiana sofrer alterações. Em entrevista a Mário Kertész, durante o Jornal da Metrópole no Ar, da Rádio Metrópole, o secretário afirmou que o planejamento é feito com base em números falhos.

"Qualquer número no sistema de saúde de Salvador é um número falho. Todo nosso planejamento foi feito em cima disso, mas não é culpa de ninguém. Usamos como base o cadastro nacional de serviço de saúde, mas grande parte dos funcionários estava na informalidade", disse. "Eu tenho discutido com a vigilância sanitária como a gente pode trazer todos esses serviços pra formalidade".

Ainda segundo Leo Prates, "a ideia é primeiro preservar o sistema de saúde e depois desafogar o sistema. Então por isso priorizamos os trabalhadores de saúde - que são diferentes dos profissionais de saúde - e os idosos, que, em tese, são os que desenvolvem mais casos graves e ocupam mais leitos de UTI".

Notícias relacionadas