Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Governo federal quer que empresas privadas assumam cláusulas em negociação com Pfizer

Cláusulas desobrigam laboratório por eventuais efeitos colaterais do imunizante

[Governo federal quer que empresas privadas assumam cláusulas em negociação com Pfizer ]
Foto : Reprodução

Por Gabriel Amorim no dia 01 de Março de 2021 ⋅ 15:02

O governo federal quer que as cláusulas e seguros exigidos pelos laboratórios Pfizer/Biontech para vender ao Brasil o imunizante contra Covid-19  sejam assumidas pelo setor privado. O desejo do governo é que o setor atue como uma ponte na compra de doses da vacina. 

Uma reunião foi realizada ontem (28) para discutir a possibilidade. Estiveram no encontro o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), os presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, e os ministros da Casa Civil, Saúde e Secretaria de Governo.

A reunião serviu para a apresentação de uma proposta onde o  governo federal entraria com os recursos e a intenção de compra, uma vez que o laboratório prioriza a venda para governos. Já a negociação que envolve as cláusulas já criticadas por Bolsonaro, seria realizada por um consórcio de empresas privadas.

O consórcio das empresas serviria para formar um fundo capaz de assumir o ônus de cláusulas que determinam a isenção de responsabilidade do laboratório farmacêutico em caso de efeitos colaterais inesperados do imunizante.


 

Notícias relacionadas