Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Sem aulas presenciais, presidente do 'Todos pela Educação' afirma: 'Estamos perdendo uma geração'

Segundo Priscila Cruz, "a saúde ruim mata rápido, mas a educação ruim mata devagar. Precisamos batalhar para não permitir o descaso com o ensino nesse período de pandemia"

[Sem aulas presenciais, presidente do 'Todos pela Educação' afirma: 'Estamos perdendo uma geração']
Foto : Reprodução/Youtube

Por Kamille Martinho no dia 10 de Março de 2021 ⋅ 11:02

A área da educação é a mais afetada pela pandemia da Covid-19, segundo a cofundadora e presidente-executiva da organização "Todos pela Educação", Priscila Cruz. Em entrevista a Mário Kertész, na manhã de hoje (10), durante o programa Jornal da Bahia no Ar, da Rádio Metrópole, ela afirmou que uma geração está sendo perdida e relacionou a evasão escolar com o homicídio do país.

"Perde uma geração é péssimo para essas crianças e jovens e também para o Brasil. É como se fosse um grande efeito dominó. As consequências poderão ser sentidas em breve na produtividade, no crescimento econômico e na segurança pública. A pandemia tem gerado uma explosão na evasão escolar. A cada 1 ponto percentual de crescimento na evasão a gente tem também 1 ponto percentual de crescimento na taxa de homicídio no país", afirmou. "Existe uma correlação muito forte entre evasão escolar e violência. Entre aprendizagem e crescimento econômico", completou.

Segundo a gestora, "a saúde ruim mata rápido, mas a educação ruim mata devagar. Por isso que a gente precisa batalhar muito pra não permitir o descaso com a educação nesse período de pandemia".

Veja a entrevista completa:
 

Notícias relacionadas