Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Cidade

Colégio suspende aula em turma após caso de Covid, mas não libera professores

Estudantes das outras salas também não foram dispensados do ensino presencial, mesmo após contato com jovem contaminado

Colégio suspende aula em turma após caso de Covid, mas não libera professores

Foto: Reprodução / Colégio Anchieta Pituba Salvador Bahia

Por: Metro1 no dia 20 de setembro de 2021 às 15:17

Um aluno do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Anchieta, localizado no bairro da Pituba, em Salvador, foi diagnosticado com a Covid-19 neste domingo (19). Por isso, as aulas presenciais da turma do estudante infectado foram suspensas, por uma semana, nesta segunda-feira (20). Os integrantes das demais turmas e os professores que tiveram contato com o aluno, porém, não foram dispensados do espaço.

Uma denúncia recebida pelo Metro1 revela que os professores da série só foram informados sobre o estudante contaminado nesta segunda, após chegarem ao colégio. Eles também foram avisados que as outras turmas, com média de 40 alunos cada, continuarão no ensino presencial.

Os profissionais, porém, questionam a medida de isolamento pontual, já que eles tiveram contato com os alunos da turma do aluno contaminado, além de outras turmas. Eles reforçam também que os alunos têm convívio entre si, independentemente da turma em que estão. 

"No dia de hoje, 19 de setembro, fomos informados pelo Responsável um aluno da referida Turma que este teve resultado POSITIVO (DETECTADO) para a Covid-19. Dessa forma, como o referido aluno esteve em aulas presenciais até o dia 16 do corrente mês de setembro, de acordo com o Protocolo da Prefeitura Municipal e com as orientações do Dr. Daniel Duailibi, infectologista que presta consultoria médica ao Colégio Anchieta, as aulas presenciais da 1ª Série, Turma A, ficam suspensas até o dia 24 do corrente mês de setembro", diz o comunicado do colégio enviado aos pais e/ou responsáveis dos estudantes, com a especificação da turma suspensa sublinhada.

Colégio suspende aula em turma após caso de Covid, mas não libera professores - Metro 1