Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Cidade

Alunos reclamam de demora da direção em tomar atitude após atos racistas no Sartre

Alunos do 1ª ano do ensino médio do Colégio Sarte COC Itaigara proferiram insultos racistas em grupo de Whats App

Alunos reclamam de demora da direção em tomar atitude após atos racistas no Sartre

Foto: Reprodução Redes Sociais

Por: Metro1 no dia 09 de novembro de 2021 às 21:26

Um grupo criado no Whats App para organizar uma festa entre alunos do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Sartre, no bairro do Itaigara, virou palco para manifestações racistas. Mensagens do tipo “Pode macaco no grupo”, “Baniram piada com negros, porém não sabem que os negros já são piadas”, “Pretos morram se fecharem o grupo de novo” circularam no grupo.

Alunos inconformados com as mensagens racistas procuraram na semana passada a coordenação da escola para denunciar a situação e cobrar uma atitude contra os autores, mas ainda não obtiveram retorno. “A escola disse que iria apurar a situação e dar um retorno. Meu irmão entregou os prints das mensagens. Hoje a mãe de um dos racistas ligou para minha mãe pedindo desculpas”, conta, em anonimato, uma ex-aluna da escola que tem um irmão que estuda na instituição.

A jovem contou que a mãe dos alunos foram chamadas na escola para serem comunicadas da situação e orientadas a não levar os filhos para a escola nesta quarta-feira (10) temendo represálias depois de o caso se tornar público.

“Não é a primeira vez que isso ocorre no Sartre e não será a última. A escola nunca tomou uma medida mais efetiva. Só fica agindo na surdina. Não trata o assunto abertamente”, reclama a ex-aluna do Sartre Coc.

 

 

Alunos reclamam de demora da direção em tomar atitude após atos racistas no Sartre - Metro 1