Terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Cidade

Mulher que tentou denunciar ex-namorado diz que foi orientada por policiais a desistir da ocorrência presencial

Agentes alegaram reforma na Delegacia da Mulher e disseram que ela devia fazer o boletim online

Mulher que tentou denunciar ex-namorado diz que foi orientada por policiais a desistir da ocorrência presencial

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 30 de novembro de 2021 às 09:19

Na última sexta-feira (26), uma mulher denunciou não ter conseguido prestar queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Brotas, em Salvador. Ela, que prefere não se identificar, conta que estava tentando denunciar o ex-namorado, com quem terminou há seis meses e, ainda assim, ele continua a procurando.

Ao chegar na DEAM/Brotas, a mulher não encontrou ninguém na recepção da delegacia e um policial a pediu para que esperasse do lado de fora. "Saíram três policiais já de saída que me viram lá fora e disseram que a delegacia estava em reforma, que não tinha condições de fazer a denúncia ali, que precisava ser online", conta.

O problema da denúncia online, segundo ela, é que não há tanta efetividade. "Eu já sofri uma situação de racismo em São Paulo, fiz a queixa online e não obtive nenhum resultado." No caso da última sexta-feira, ela fez a denúncia online ainda no mesmo dia e, até agora, não recebeu nenhuma devolutiva.

Na segunda-feira (29), ao saber do caso, a Polícia Civil negou o não funcionamento da DEAM/Brotas, mesmo com as obras. A organização disse que há uma sala no 1° andar, para realizar o atendimento das mulheres.

No entanto, a denunciante afirma que os policiais que a atenderam não deram essa solução em nenhum momento. "Eles vão dizer que está fazendo atendimento normal, a pessoa chega lá e nao consegue", diz.

Mulher que tentou denunciar ex-namorado diz que foi orientada por policiais a desistir da ocorrência presencial - Metro 1