Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Cidade

Após ser barrado no restaurante Sette, Jau denuncia racismo

A esposa do cantor disse ao Metro1 que, ao chegar no estabelecimento, a recepcionista pediu para que artista retirasse o chapéu

Após ser barrado no restaurante Sette, Jau denuncia racismo

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 03 de dezembro de 2021 às 09:29

Saindo de um show, na noite desta quinta-feira (2), Jau, sua esposa e mais duas pessoas da sua equipe de produção, foram impedidos de jantar em um restaurante de luxo em Salvador. O motivo: a vestimenta do cantor.

Jau publicou um vídeo, em que relata o episódio. "Não é a indumentária. Faltava-me talvez olhos azuis e cabelos louros", diz o cantor ao mostrar a roupa que estava vestindo. O caso aconteceu no restaurante Sette, localizado no bairro da Barra.

Segundo sua esposa, Patrícia Mascarenhas, ao chegarem no estabelecimento, a recepcionista pediu a Jau que ele retirasse o chápeu que estava usando. Patrícia questionou: "ele estava com o cabelo preso para trás. Imagine para uma pessoa negra, ter que tirar o chápeu e arrumar o cabelo todo novamente?" A mulher imagina ainda se a situação tivesse acontecido com ela. Patrícia sofre com alopécia, uma doença que deixa feridas no couro cabeludo, e, por vezes, só consegue sair usando lenço ou chápeu.

Ainda segundo Patrícia, a recepcionista do local não reconheceu Jau de imediato. Mas, afinal, a situação seria constrangedora para qualquer cliente.

Jau e a esposa afirmaram que vão prestar queixa contra o restaurante pelo crime de racismo.

O restaurante ainda não se posicionou sobre o caso. O Sette foi inaugurado recentemente e, há pouco mais de um mês, virou notícia quando parte do teto do luxuoso restaurante desabou após uma forte chuva.

Após ser barrado no restaurante Sette, Jau denuncia racismo - Metro 1