Cidade

Socioeducadores realizam caminhada no centro de Salvador nesta sexta-feira

Socioeducadores da Fundação de Atendimento à Criança e ao Adolescente no Estado da Bahia (Fundac) realizam, na próxima sexta-feira (29), às 11 horas, uma caminhada da Praça Castro Alves ao Corredor da Vitória, onde está localizada a sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Salvador. Lá, eles se reúnem com os procuradores em busca de uma solução para o impasse com a Fundação José Silveira e o governo do Estado. Eles já estão com 10 dias de greve por melhores salários e condições de trabalho. [Leia mais...]

[Socioeducadores realizam caminhada no centro de Salvador nesta sexta-feira]
Foto : Reprodução Fundac

Por Jessica Galvão no dia 28 de Janeiro de 2016 ⋅ 18:51

Socioeducadores da Fundação de Atendimento à Criança e ao Adolescente no Estado da Bahia (Fundac) realizam, na próxima sexta-feira (29), às 11 horas, uma caminhada da Praça Castro Alves ao Corredor da Vitória, onde está localizada a sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Salvador. Lá, eles se reúnem com os procuradores em busca de uma solução para o impasse com a Fundação José Silveira e o governo do Estado. Eles já estão com 10 dias de greve por melhores salários e condições de trabalho.

Na última terça-feira (26), os representantes das Secretarias estaduais de Relações Institucionais (Serin) e de Desenvolvimento Social não compareceram a uma reunião de mediação com o MPT e a Superintendência Regional do Trabalho (antiga DRT). Os socioeducadores suspenderam as atividades nas Casas de Atendimento de Tancredo Neves, CIA (as duas em Salvador), Camaçari e Feira de Santana.

Os trabalhadores são terceirizados e reivindicam a manutenção dos empregos independente da empresa que vencer a licitação, piso salarial de R$ 1.250,00, plano de saúde, aposentadoria especial, regulamentação da categoria e uma nova licitação.

Notícias relacionadas

[Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos]
Cidade

Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos

Por Juliana Almirante/ Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 08:00 em Cidade

De acordo com a assessoria do Comando do 2º Distrito Naval, a Capitania dos Portos foi acionada e ainda apura informações