Quinta-feira, 07 de julho de 2022

Cidade

Ufba questiona limite de projetos de financiamento por universidade; Fabesp quer "equilíbrio"

De acordo com universidade, mudança não leva em conta "distribuição real, por instituição elegível, da massa crítica relativa a cada eixo temático"

Ufba questiona limite de projetos de financiamento por universidade; Fabesp quer "equilíbrio"

Foto: Dário Guimarães / Metropress

Por: Metro1 no dia 11 de maio de 2022 às 18:40

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) divulgou uma nota, nesta terça-feira (10), questionando a limitação da quantidade de projetos de pesquisa por instituição de ensino passíveis de financiamento pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). A medida, que estabelece como limite máximo a apresentação de duas propostas por unidade, foi estabelecida por uma recente alteração no edital Fapesb/Secti Nº 005/2022.

De acordo com a Ufba, a mudança não leva em conta "a distribuição real, por instituição elegível, da massa crítica relativa a cada eixo temático". Ela solicita, então, que a Fapesb considere tornar nula a retificação em questão "a fim de que prosperem as competências e as melhores práticas e respostas da ciência à sociedade baiana como um todo". 

"Uma chamada tão arrojada se apequena quando introduz uma lógica fraticida, a nível intrainstitucional, para a decisão das duas propostas que serão geridas por cada instituição, excluindo, antecipadamente, outras propostas de excelência e com condições de atender aos objetivos do Edital", diz o texto da Ufba.

Procurada, a Fapesb, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), explica que "as condições previstas são para garantir o equilíbrio entre os recursos que serão alocados na capital e no interior". A fundação ainda acrescentou que a "lógica da interiorização passa pela desconcentração de recursos na mão de uma única instituição".

"Ainda que esteja previsto que cada ICT só possa coordenar dois projetos, elas poderão participar de todas as outras propostas apresentadas, partindo das premissas do diálogo e da colaboração entre instituições, pesquisadores e pesquisadoras, como é comum no ambiente acadêmico", ressalta, por fim, a nota da Fapesb.

Ufba questiona limite de projetos de financiamento por universidade; Fabesp quer "equilíbrio" - Metro 1