Cidade

Detran recolhe carros abandonados nas ruas em Mussurunga nesta quinta-feira

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) recolheu, nesta quinta-feira (25), mais três carros abandonados em Salvador. O primeiro veículo levado pelos agentes da Operação Cidade Limpa, acumulou lixo e folhas secas na sua parte interna. Debaixo dele, foi encontrado, também, uma garrafa de água mineral e uma embalagem plástica que poderiam acumular água e se tornar um criadouro para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. [Leia mais...]

[Detran recolhe carros abandonados nas ruas em Mussurunga nesta quinta-feira]
Foto : Alberto Coutinho/GOVBA

Por Jessica Galvão no dia 25 de Fevereiro de 2016 ⋅ 17:12

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) recolheu, nesta quinta-feira (25), mais três carros abandonados em Salvador. O primeiro veículo levado pelos agentes da Operação Cidade Limpa, acumulou lixo e folhas secas na sua parte interna. Debaixo dele, foi encontrado, também, uma garrafa de água mineral e uma embalagem plástica que poderiam acumular água e se tornar um criadouro para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os carros foram encontrados em Mussurunga, próximo à Avenida Paralela, após denúncia de uma associação com cerca de 250 moradores. 

De acordo com o coordenador da operação, major Luide Souza, o objetivo é tirar das ruas da cidade veículos em situação de abandono. “As pessoas devem ligar para os telefones 3116-2254 ou 3116-2430. Caso se trate de condomínio, é necessária a autorização do gestor. Nós mandamos uma equipe para fazer o reconhecimento e, se for constatado que o carro está em estado de abandono e se trata de ameaça à saúde pública, no dia seguinte outra equipe vai fazer o recolhimento”, disse.

O Detran ainda informa que quem possuir um veículo que não tem mais utilidade deve retirar as placas, providenciar o recorte do chassi, procurar o órgão e pagar todas as taxas e impostos. Desta forma, ele estará pronto para o descarte em um ferro velho. “O carro abandonado continua gerando taxas e impostos - principalmente o IPVA -, que podem gerar problemas de protesto em cartório e negativação no Serviço de Proteção ao Crédito, além do pagamento de R$ 49 de taxa e outros R$ 150 do guincho”, explica o major. 

Notícias relacionadas

[Mercado Municipal de Cajazeiras: 2 anos em reforma ]
Cidade

Mercado Municipal de Cajazeiras: 2 anos em reforma 

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Setembro de 2019 ⋅ 09:00 em Cidade

A Superintendência de Obras Públicas (Sucop) não respondeu, mas o Diário Oficial do Município denunciou: a empresa vencedora da licitação foi a Qualy Engenharia