Cidade

"Descumprimento de cláusulas" faz família Simões voltar ao jornal A Tarde

Na manhã desta sexta-feira (4), a família Simões, proprietária do jornal A Tarde até a venda para a holding Piatra SP Participações, do DX Group, chegou nesta sexta-feira à sede da empresa, com força policial, para retomar o controle da empresa. Em entrevista ao Metro1, André Blumberg (foto), diretor-geral da empresa até o processo de venda, afirmou que o retorno dos antigos dirigentes se dá "porque cláusulas não foram cumpridas". A ação da polícia continua no local.

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Felipe Paranhos e Gabriel Nascimento no dia 04 de Março de 2016 ⋅ 11:21

Na manhã desta sexta-feira (4), a família Simões, proprietária do jornal A Tarde até a venda para a holding Piatra SP Participações, do DX Group, chegou à sede da publicação, com força policial, para retomar o controle da empresa. Em entrevista ao Metro1, André Blumberg (foto), diretor-geral até a negociação com o DX Group, afirmou que o retorno dos antigos dirigentes se dá "porque cláusulas não foram cumpridas". A polícia ainda está no local.. 

Entre funcionários, o clima é de tensão — quebrada apenas quando se comenta a situação de Marconi de Souza, jornalista empossado na última quinta-feira (3) como diretor. Como a oficialização do retorno dos antigos comandantes da empresa é iminente, ele tem sido chamado de "Marconi, o Brevíssimo". 

Leia mais:

>> Com força policial, família Simões e Blumberg voltam ao jornal A Tarde
>> Marconi de Souza é novo diretor do jornal A Tarde
>> Crise no A Tarde se dá por "irresponsabilidade", diz dirigente de sindicato

Notícias relacionadas