Cidade

Prefeito quer que nova estação da Lapa seja "o coração da integração da cidade"

A ideia é que a estação, utilizando o novo modal urbano, seja uma conexão entre os sistemas viários, com ônibus, metrô e até mototáxis, que segundo o prefeito será "regulamentado em breve" [Leia mais...]

[Prefeito quer que nova estação da Lapa seja
Foto : Camila Tíssia / Metropress

Por Pedro Sento Sé e Camila Tíssia no dia 29 de Março de 2016 ⋅ 11:23

“Era impensável colocar essa estação para funcionar. Vi várias matérias que mostravam o caos da estação da Lapa e hoje a gente pode colocar ela em qualquer lugar do mundo”, discursou o prefeito ACM Neto (DEM) durante a inauguração da nova estação da Lapa nesta segunda-feira.

O prefeito ainda mostrou as novidades e os planos da nova estação. “Teremos escadas rolantes para os idosos, para os cadeirantes e investimentos que vão ultrapassar os R$ 30 milhões, e tudo isso sem dinheiro público, tudo devido a nossa coragem e criatividade junto ao consórcio”, explicou o democrata.

Neto ainda aproveitou a ocasião para dizer que a nova estação será o “coração de integração da cidade”. A ideia é que a estação, utilizando o novo modal urbano, seja uma conexão entre os sistemas viários, com ônibus, metrô e até mototáxis, que segundo o prefeito será "regulamentado em breve".

No final do discurso o prefeito de Salvador ainda alfinetou militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) que estavam presente na inauguração. “Nós demos aos servidores públicos o plano de saúde, o plano de cargos de salários, as operações especiais. Colocamos ônibus rodando na cidade durante 24 horas, renovamos a frotas e agora estamos entregando as promessas estruturais. Não estamos inaugurando obras de governos passados e a gente ainda conta com viúvas do PT na nossa festa”, finalizou.

Veja galeria:

 

Notícias relacionadas

[Vistoria do transporte escolar de Salvador começa hoje]
Cidade

Vistoria do transporte escolar de Salvador começa hoje

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 08:40 em Cidade

Segundo a Semob, o permissionário que não passar pela fiscalização até o dia 27 de setembro vai pagar multa de R$42,30 e ficará impedido de exercer a atividade