Cidade

"Tivemos obras que foram feitas com custo muito maior que deveria", acusa Célia

Candidata a prefeita de Salvador pelo PPL e ex-aliada do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), Célia Sacramento soltou o verbo contra o ex-parceiro em entrevista ao jornal A Tarde, publicada neste domingo (21).[Leia mais...

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Morais no dia 21 de Agosto de 2016 ⋅ 19:10

Candidata a prefeita de Salvador pelo PPL e ex-aliada do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), Célia Sacramento soltou o verbo contra o ex-parceiro em entrevista ao jornal A Tarde, publicada neste domingo (21). Célia, que foi preterida para concorrer a vice, novamente, na chapa de Neto, acusa o prefeito de ter superfaturado obras como a da Barra e a do rio Vermelho. 

“Sou especialista em análises de custos. Sou formada na USP. Se tem uma pessoa que entende de controladoria sou eu. Fui a primeira mestra em Contabilidade de Salvador. Os principais especialistas em controladoria e sistemas de custos na área empresarial como FIEB, Polo, Prefeitura, passaram por mim. Com essa expertise posso dizer: tivemos uma série de obras que foram feitas na prefeitura com custo muito maior que deveria”, afirmou. “Quem já construiu casa, tem noção de preço dos materiais, ver milhões aplicados em certas reformas estremece as pessoas”, acrescentou.

Ainda segundo Célia, 35% do que Neto gastou na Barra teria feito "toda a cobertura do Canal do Camurugipe e faria encosta no Barro Branco, não morreriam aquelas 22 pessoas”. “Além do mais, Salvador é a capital do desemprego, enquanto o gestor público tem o seu patrimônio triplicado”, alfinetou. Na oportunidade, Célia reclamou da postura de Neto e disse que ele nunca a ouviu. 

 “Certa feita pedi a ele para participar diretamente da orientação e análise da controladoria da Prefeitura. Ele não quis. Tudo que foi feito na cidade de positivo eu elogiava. Por que sucesso total? Em terra de banguelo quem tem um dente é rei. Estava tudo destruído. O que fizesse seria sucesso mesmo”, ressaltou. 

Célia ainda criticou a escolha do deputado Bruno Reis (PMDB) como vice na chapa do prefeito ACM Neto. " Apesar de que, quando fui fazer minha aliança com o Democratas, este era um dos partidos mais corruptos do Brasil. Deixei claro que minha aliança era com o prefeito. O DEM tem esse histórico de corruptos. Mas os corruptos já saíram ou morreram, então fiquei com o prefeito. Hoje, quando ele fez essa aliança (com o PMDB) não olhou para isso, se preocupou com o tempo da televisão. Acredito que vamos mostrar nessa campanha que não é bem assim", afirmou. 

Notícias relacionadas