Cidade

Justiça nega pedido de taxistas contra uso do Uber em Salvador

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) indeferiu um pedido da Associação Metropolitana dos Taxistas de Salvador e Região Metropolitana (AMT) contra a utilização do aplicativo de transporte Uber na capital baiana. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Gabriel Nascimento/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 14 de Setembro de 2016 ⋅ 16:05

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) indeferiu um pedido da Associação Metropolitana dos Taxistas de Salvador e Região Metropolitana (AMT) contra a utilização do aplicativo de transporte Uber na capital baiana. Na decisão, divulgada na última terça-feira (13), a juíza Patricia Didier de Morais Pereira declarou que não se verifica ilegalidade no serviço, portanto, não se pode afirmar que a sua permissão afronta o princípio da livre concorrência.

A decisão ainda cabe recurso. Nesta quarta-feira (14), taxistas de Salvador realizaram uma carreata por volta das 9h contra o aplicativo, considerado clandestino, segundo a classe. O protesto durou cerca de horas horas.

Mais cedo, na manhã desta quarta-feira (14), a categoria saiu em carreata do Centro Administrativo da Bahia (CAB), na Av. Luis Viana Filho, a Paralela e segue até o Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré. O percurso foi feito pela Av. Mário Lela Ferreira, a Bonocô, passando ainda pela Av. Sete de Setembro, no Centro da Cidade, acessando a Av. Joana Angélica. 

Em conversa com o Metro1, um dos taxistas participantes da passeata contou que, ao fim do circuito, cerca de 800 quilos de alimentos como leite, arroz, feijão e outros foram doados pela categoria para o hospital Martagão Gesteira.

 

Notícias relacionadas