Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Metroviários paralisam as atividades no Trem do Subúrbio até sábado

Reivindicando aumento salarial, funcionários do Trem do Subúrbio que operam no trajeto entre os bairros da Calçada e Paripe paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (14), em Salvador. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Sindiferrero

Por Luiza Leão no dia 14 de Setembro de 2016 ⋅ 17:27

Reivindicando aumento salarial, funcionários do Trem do Subúrbio que operam no trajeto entre os bairros da Calçada e Paripe paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (14), em Salvador.

A suspensão será de três dias. Assim, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe (Sindiferro) os funcionários devem voltar a operar no próximo sábado (17). O Sindiferro pede melhoria nas condições de trabalho, melhoria na estrutura dos bens e o aumento de 9,27%, com correção da inflação entre os anos de 2015 e 2016. A categoria afirma que o último reajuste dado aos quase 120 trabalhadores que atuam no sistema foi no ano passado.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Sedur), responsável pela Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) que administra o sistema dos trens, informou que devido a contenção de gastos do governo, não há reajuste previsto para a categoria em 2016. Além disso, desde 2013, ano em que assumiu a gestão dos transportes, os salários dos funcionários foram reajustados três vezes, chegando aos 22,42%. Apesar disso, a Sedur disse que a CTB deseja dialogar com os representantes do movimento para que o sistema volte logo a operar.

Negando a afirmação da Sedur, o sindicato dos metroviários afirmou que nos últimos três anos os reajustes da categoria foram abaixo da inflação e que o aumento está próximo a 15%.

Notícias relacionadas